Destinos

Dia livre em Milão?

E eis que durante uma viagem de negócios a Milão surge um dia livre na agenda. Já sabe o que fazer? Deixamos aqui algumas sugestões.

E eis que durante a viagem de negócios a Milão surge um dia livre na agenda. Já sabe o que fazer? Deixamos aqui algumas sugestões.

 

Visitar o Duomo e sentir o pulso da cidade

É o mais conhecido ‘postal’ de Milão. O Duomo, um colosso gótico de mármore branco, demorou mais de 400 anos a construir, mas valeu a pena a espera, já que o monumento é magnífico. A visita ao interior e a subida ao telhado (para apreciar as esculturas, as gárgulas e a vista sobre a cidade) são obrigatórias. Depois de se deixar levar pela grandeza deste monumento, sente-se nas escadas e delicie-se com quem passa na praça central. Não é à toa que este é uma das referências mundiais da moda.

 

“A Última Ceia” em Santa Maria delle Grazie

Milão conta nas suas atracções turísticas com várias igrejas, basílicas, espaços religiosos que merecem uma visita. Uma das atracções mais populares é a igreja e o convento dominicano de Santa Maria della Grazie, que datam do século XV e que foram já declarados Património da Humanidade pela UNESCO. É aqui que se encontra a célebre obra de Leonardo da Vinci, “A Última Ceia”, um mural encomendado por Ludovico Sforza.

 

O Castello Sforzesco, a Arte e o Parque Sempione

Uma fortaleza de estilo renascentista, construída no século XV sobre as ruínas do antigo castelo dos Visconti, foi em tempos o antigo bastião dos Sforza. Está localizado junto ao Parque Sempione, onde pode aproveitar para dar um passeio, e alberga actualmente alberga o Museu de Arte Antiga, o Museu Arqueológico e o Museu de Artes Aplicadas.

 

Ir às compras e apreciar a Galleria Vittorio Emanuele II

Entre a Piazza del Duomo e a Piazza della Scala, encontra-se a Galleria Vittorio Emanuele II, uma obra arquitectónica do século XIX assinada por Giuseppe Mengoni, e que acolhe várias lojas e cafés sob as abóbadas de vidro. Não muito longe daqui encontra “Il quadrilátero d’oro”, uma zona comercial onde se encontram algumas das principais marcas de moda do mundo. Mesmo que a carteira não esteja ‘recheada’, vale a pena uma passagem por este paraíso do ‘glamour’ – nem que seja para ver as montras!

 

Um passeio pelo Naviglio Grande

O que era antes um dos principais portos fluviais de Itália, é hoje uma das zonas mais animadas da cidade. Junto ao Naviglio Grande as fachadas antigas contam histórias e albergam hoje uma vasta oferta de restauração e lazer. Pode chegar ao final da tarde, apreciar o pôr-do-sol e depois refugiar-se na comida e no vinho italiano. É ou não uma boa opção?

 

A cidade das Artes. Ah, e do futebol!

Além dos monumentos e igrejas, encontram-se em Milão a Pinacoteca Ambrosiana e a Pinacoteca Di Brera, ambas com obras dos mais prestigiados pintores italianos, de Piero della Francesca, a Rafael ou Caravaggio. A oferta cultural em Milão é vasta e a cidade tem também uma das principais referências da ópera: o Teatro alla Scala, inaugurado em 1778. Se for um amante do futebol, pode aproveitar para visitar o Estádio Giuseppe Meazza / San Siro, onde jogam o Inter de Milão e o AC Milan.

Milão é uma cidade dinâmica, um centro de negócios, de moda, de cultura e de desporto. Precisa de mais motivos para aproveitar a cidade?

 

Maria João Leite

Tags: Destinos, Milão, Itália

30-01-2017