Radar

Contrato de concessão do Hotel Turismo da Guarda já foi assinado

O contrato de concessão do Hotel Turismo da Guarda foi assinado a 4 de Maio entre o presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, e os representantes do consórcio MRG Property e MRG Construction. A concessão é feita por 50 anos e está previsto que o investimento total para a recuperação do edificado seja de sete milhões de euros.

Está prevista uma unidade boutique hotel, de quatro estrelas, relacionada com o tema ‘neve’ e com 50 quartos e outras valências, como spa e restaurante. O hotel, que vai apostar também numa vertente de formação, vai ter ainda preocupações de sustentabilidade ambiental, como aquecimento de águas através de energia solar ou iluminação LED.

O Hotel Turismo da Guarda, projectado em 1936 por Vasco Regaleira, foi integrado pelo Governo no Revive, um programa conjunto dos ministérios da Economia, Cultura e Finanças, tornando-o num activo económico, que seja capaz de gerar riqueza e emprego e que valorize ao mesmo tempo a atractividade turística da região, lê-se em nota de imprensa.

“Este é mais um marco importante no desenvolvimento do programa Revive, e que vem resolver uma situação que se arrastava desde 2012. Desta forma, o Revive permite voltar a dar vida a um imóvel tão importante e emblemático para a Guarda”, refere a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho.

 

©Revive/Turismo de Portugal

Tags: Hotelaria, Hotéis, Turismo, Guarda

07-05-2018