Opinião

O Algarve também é um destino atractivo para a meetings industry

Não só de clientes internacionais, mas também de profissionais nacionais é frequente ouvir as afirmações de que o Algarve é um destino de lazer e, como tal, não está preparado, nem é competitivo na Meetings Industry.

Ou ainda que não tem espaços apropriados para receber congressos. Ou mesmo que não dispõe da acessibilidade de uma capital e, por isso, não é muito fácil de vender.


Todas estas ideias pré‑concebidas do destino são facilmente refutáveis. Se a primeira e a segunda afirmações não podiam estar mais longe da realidade, a terceira também é facilmente contrariada se considerarmos que a distância‑tempo do Aeroporto Humberto Delgado ao Algarve é semelhante à necessária para realizar a deslocação do centro de muitas das capitais até ao aeroporto que as serve.

O claim Algarve, o segredo mais famoso da Europa, reflecte bem que o Algarve tem muito mais para oferecer do que a maioria das pessoas tem conhecimento, e também se aplica neste segmento. O desconhecimento da oferta existente joga muitas vezes a nosso favor. É fácil criar um projecto que permita facilmente surpreender os clientes com a variedade de opções e a excelente relação qualidade/preço.

Que o Algarve é um destino turístico de lazer consolidado, é uma constatação óbvia. Menos óbvio, mas verdadeiro, é o facto de que esta região está bem preparada para receber todos os tipos de eventos da Meetings Industry. Para além de dispor de uma oferta hoteleira variada e com bons padrões de qualidade de serviço, localizada do litoral ao interior, das zonas mais conhecidas da região a localizações fora das zonas com oferta turística mais concentradas, tem também uma múltipla escolha de centros de congressos, salas de reuniões e espaços para eventos.

A sazonalidade da procura de lazer permite que muitas unidades possam oferecer a exclusividade para um congresso ou evento, opção que é difícil nas grandes cidades. Simultaneamente muitos hotéis são flexíveis na alteração da decoração e do uso dados aos espaços. Estes factos conferem ao Algarve vantagens competitivas face aos destinos sem picos de sazonalidade.

Além do alojamento e das salas de reuniões, o Algarve tem um clima excepcional que proporciona mais de 300 dias de sol por ano e é na época baixa que as características climáticas se tornam mais atractivas, com invernos caracteristicamente secos, sendo que as actividades ao ar livre continuam a ser possíveis. Com áreas naturais bem conservadas, e com o turismo de natureza já bastante estruturado, o leque de actividades disponíveis aumentou em qualidade e variedade.

A somar aos equipamentos turísticos tradicionais, da natureza, do clima e de uma multiplicidade de DMCs da região ou com conhecimento adequado para a vender, o Autódromo Internacional do Algarve tornou a região também extremamente competitiva nos eventos do sector automóvel internacional, oferecendo ainda variadas opções para acções de team building.

Com a diversidade e qualidade das actividades de animação turística disponíveis, no Algarve é fácil criar um programa out of the box, basta escolher os ingredientes certos para criar a receita que vá de encontro às expectativas de cada cliente. Existindo muitas opções, por vezes a dificuldade é escolher entre a arte e as visitas culturais. Entre as experiências de condução ou desportos marítimos e de gastronomia e vinhos, entre as actividades desportivas e as actividades de natureza…

Alexandra Ramos
Gestora Sénior de MI da Associação de Turismo do Algarve

 

Tags: Algarve, Meetings Industry

18-05-2018