Radar

Algarve lança três novos guias dedicados ao turismo de natureza

As publicações promovem três áreas protegidas da região.

O Região de Turismo do Algarve editou, em colaboração com a Direção Regional da Conservação da Natureza e Florestas do Algarve, três novos guias dedicados ao Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, à Reserva Natural do Sapal de Castro Marim e Vila Real de Santo António e ao Parque Natural da Ria Formosa.

As publicações promovem três áreas protegidas da região, convidando os visitantes nacionais e estrangeiros a explorar o património natural e histórico de cada uma delas. Uma oferta que pode ser aproveitada ao longo de todo o ano, tendo em conta as temperaturas amenas do Algarve.

Nestes guias encontram-se diversos conteúdos, como mapas com opções de percursos de passeios pedestres, de barco ou de bicicleta, bem como a identificação de vários pontos de interesse em cada parque, e também detalhes sobre os ecossistemas, os habitats e as espécies de fauna e flora que poderão ser observados durante a visita. Além disso, há ainda informação útil e conteúdos específicos de sensibilização para as boas práticas de preservação dos diversos ambientes.

Sendo o turismo de natureza um produto estratégico para o destino, as três brochuras estão disponíveis em quatro idiomas (português, inglês, castelhano e francês) em formato digital no site promocional VisitAlgarve e, em breve, em papel nos postos de turismo da região. Integrada no projeto Valuetur, a iniciativa representa um investimento de cerca de 40 mil euros por parte da Região de Turismo do Algarve.

O Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina estende-se por 110 quilómetros numa faixa do litoral das regiões do Alentejo e do Algarve. Arribas e falésias, praias, dunas, charnecas, estuários, cursos de água, pequenos açudes marcam a paisagem deste território. Conta com uma grande diversidade de espécies animais, com destaque para os ninhos de cegonha-branca construídos nas falésias rochosas marinhas. Pode descarregar a brochura aqui.

Situada junto à foz do rio Guadiana, a Reserva Natural do Sapal de Castro Marim e Vila Real de Santo António é uma das mais importantes zonas húmidas do país. É formada por sapais salgados, corpos de água salobra, salinas e esteiros, com uma grande diversidade de flora, avifauna, ictiofauna, crustáceos e moluscos. Conta com 169 espécies de aves aquáticas. Pode descarregar a brochura aqui.

Olhão é o ponto de partida ideal para visitar o Parque Natural da Ria Formosa, um importante sistema lagunar que inclui zona de sapal, dunas, pradarias marinhas e uma grande variedade de espécies de avifauna, peixes, moluscos e crustáceos. O parque estende-se ao longo de 60 quilómetros da costa algarvia e oferece vários pontos de interessa: praias, salinas, pesca e mariscagem, passeios de barco, percursos pedestres, observação de aves, aldeias, fortalezas e moinhos de maré. Pode descarregar a brochura aqui.

Foi ainda editado um folheto dedicado ao Centro de Educação Ambiental de Marim, um espaço vocacionado para a educação ambiental na região e um observatório dos vários ecossistemas que compõem o Parque Natural da Ria Formosa. Pode descarregar o guia de visita aqui.

 

Tags: Turismo, Natureza, Guias, Algarve

11-08-2021