Notícias

Euro’2016 de futebol gerou receitas de 1.220 milhões de euros

De acordo com um relatório encomendado pelo Governo francês.

O Campeonato da Europa de futebol de 2016, que decorreu em França e que Portugal venceu, custou 200 milhões de euros, mas gerou receitas de 1.220 milhões de euros, de acordo com um relatório encomendado pelo Governo francês e divulgado pelo Centro da Lei e Economia do Desporto da Universidade de Limoges e a agência Keneo.

O estudo revela que, independentemente das potenciais ameaças terroristas ao longo do Euro’2016, estiveram nos jogos 2,5 milhões de adeptos e que estes gastaram em média 154 euros por dia, durante uma média de 7,9 dias de estadia, sendo que mais de um terço dessa quantia foi gasto em alojamento. Assim, anuncia a agência Reuters, 75 milhões de euros foram para os cofres do Estado francês, incluindo 70 milhões em IVA.

A UEFA, enquanto organizadora, esteve isenta de impostos em 2014, mas o ministro francês para o Desporto, Patrick Kanner, explica que esta foi uma operação económica rentável. “Eles não pagaram impostos, mas eles pagaram 20 milhões de euros para alugar os estádios, 20 milhões de euros para financiar as cidades e cinco milhões de euros para as zonas dos adeptos”, referiu o ministro, citado pela agência Reuters.

O Euro’2016, que ajudou a criar 116.750 empregos, gerou 625,8 milhões de euros no sector do Turismo e 596 milhões em actividades promovidas pela organização do campeonato.

Tags: Eventos, Desporto

13-01-2017

Últimas Notícias